O GTD é simples. Seus conceitos são óbvios, mas isso não quer dizer que seja fácil de fazer. O fazer GTD exige muitas tentativas, erros e ajustes até se chegar a um modelo muito pessoal que funcione para a sua realidade e estilo de vida e trabalho.


describe the image

 

 

Assim como um bom livro, um bom método traz alguns truques valiosos para usarmos em nossa vida cotidiana.

São Insigths que fazem todo sentido naquele momento específico e podem ser úteis para a vida inteira.. O GTD não foge a regra. Uma metodologia aplaudida no mundo inteiro e idolatrada por pessoas que figuram desde Donas de Casa até Diretores Superintendentes não ganhou este status à toa.


A complicação do Getting Things Done se resume a compreender a importância de cada passo e realizá-lo na sequência e tempos adequados. Não é diferente de saber mudar as marchas do carro. Você precisa esperar o melhor momento para engatar, precisa apertar a embreagem antes e por fim ter a melhor decisão sobre qual a marcha adequada para aquele momento. Sal de mais ou de menos também deixa a comida ruim, não é verdade?


O GTD diz: capture tudo. Se você não anotar poderá se esquecer.

Aquilo ficará como um meteoro voltando a sua mente e distraindo sua atenção. Precisa ser feito diligentemente. Depois ele diz: processe. Processar convictamente não é apagar incêndios vasculhando sua caixa de entrada para pescar algo urgente. É dedicar o tempo necessário para processar TUDO, um por um, até acabar. Quando o GTD diz: organize, ele está dizendo para fazer isso no primeiro olhar, sem correr o risco de gerar retrabalho tendo que olhar de novo porque não DECIDIU da primeira vez. Você está entendendo?


Minha opinião é a de que o GTD não é complicado. Ele é exigente. Não vai ficar bom trocar a caixa de embreagem todo mês ou virar um hipertenso porque passou da medida no sal o mês inteiro. Tudo tem seu “melhor jeito” para ser, estar, fazer ou acontecer. Quando você aprender as regras, ou as melhores práticas e as colocar em uso, estará no caminho certo para manter a rotina e transformar as ações em hábito. Neste sentido não existe complicação. Existe a necessidade de se respeitar alguns itens básicos para que funcione bem. Seja GTD, carro ou uma alimentação saudável. Já indiquei este artigo, mas vou repetir a dose, leia “5 causas para o fracasso do GTD”.

 

Aproveite para baixar gratuitamente nosso Guia de Introdução ao GTD.

E você? Acha o GTD complicado? Comente no blog.


Abraços 

+Produtividade -Estresse

Marcia.[email protected]

Especialista em Gestão do Tempo e Produtividade

 

imagem: vidaminimalista.com


Compartilhar: